Celebrando na Escola os Dias Mundiais da Árvore, da Poesia e da Água


Como esta semana houve tantos Dias Mundiais para celebrar, e como as férias estão à porta, achei que poderia ir fazer umas atividades lúdicas na sala de aula da minha filha.
Comecei por lhes explicar como surgiu o Dia da Árvore, e disse-lhes que dia 21 fora o seu Dia Mundial. Pedi que lessem o poema que criei dedicado à Árvore e a eles. Esse poema serviu também para de certa forma comemorar o Dia Mundial da Poesia que aconteceu ontem.

Perguntei-lhes se sabiam o porquê de se ter criado um dia dedicado à poesia, ao que um ou outro respondeu e muito bem que era para que as pessoas lessem mais; sim esse é um entre alguns fatores que já aqui expliquei anteriormente no www.cadernoescolar.com .
Levei para a aulinha o feijoeiro da minha filha ainda em fase inicial, para os incentivar a plantar algo no Dia Mundial da Árvore.

Entretanto teve início a parte criativa desta aula, na qual os alunos tinham de decorar uma árvore que seria no fundo a Árvore especial Poc Poc da minha poesia. Forneci-lhes os materiais abaixo e sugeri que as pipocas fossem coladas nas copas no lugar das flores, e que o côco ralado tingido fosse colado como relva, e que no recreio colhessem cascas de árvores para colar no tronco do desenho de cada um.


Como a cola de que dispunham era de stick não deu no momento para fazerem as colagens todas, mas não lhes faltou arte naquelas mãozinhas.
Vejamos aqui alguns dos trabalhos:

As atividades criativas continuaram com a criação de uma lagartinha florida de papel para enfeitar os lápis durante a Primavera. Na imagem abaixo eu tenho um lápis adornado com uma dessas lagartinhas ainda por colorir. Nessa mesma imagem eu estava a fazer uma breve abordagem ao Dia Mundial da Água que é hoje.
E assim se passou mais um dia repleto de propostas, embora eu tivesse muito mais a querer transmitir àqueles pequenos vivaços.

Boas férias meninos e meninas!

Artigo publicado no tema Diversos temas escolares. Adicionar aos favoritos link permanente.

Deixe a sua opinião: